fbpx

Os produtos mais vendidos na Internet em 2020

imagem em fundo amarelo com ícones nas cores rosa e branco indicando um sistema de compras e vendas de forma online dos produtos mais vendidos na internet

Os produtos mais vendidos na Internet em 2020

Inserir os principais produtos vendidos na internet no seu negócio pode te ajudar a melhorar o processo de oferta e demanda da sua empresa

Em 2020, as prioridades mudaram para os consumidores, se antes era uma diversão sair para fazer compras, agora, tem sido uma necessidade e comodidade comprar pela internet, se adequando ao que realmente é útil e prático no momento.

 Entender a necessidade dos clientes e oferecer aquilo que tem mais procura, é crucial para que seu negócio continue faturando e atraindo mais clientes, principalmente na internet! Pensando nisso separamos os 5 produtos mais vendidos no Brasil em 2020 e 5 dicas para você inseri-los no seu negócio caso ainda não ofereça. Confira os principais produtos vendidos na internet este ano.

Alimentos e marmitas prontas 

O primeiro setor que pode ser considerado um dos mais rentáveis de 2020 e que teve uma expansão considerável é o de alimentação e deliverys. Quem não cozinha, geralmente opta pelo serviço de entrega de pratos ou marmitas em casa, e, quem gosta de preparar suas próprias refeições acabou se rendendo a praticidade de fazer a “feira online”. 
Segundo o SEBRAE o serviço de delivery teve um crescimento estimado em mais de 90% com relação a 2019. Isso ocorreu pelo simples fato das pessoas não poderem sair de casa para se alimentar por causa da pandemia ou home office. E a tendência é que esse tipo de negócio continue escalável já que as pessoas descobriram como é prático receber suas encomendas em casa .

Tipos de nichos e subnichos que você pode atuar com alimentação online:

  • Vender marmitas prontas;
  • Integrar ingredientes para marmitas personalizadas;
  • Oferecer marmitas ou ingredientes fitness;
  • Disponibilizar cardápios de Hortifruti online;
  • Vender frutos do mar;
  • Trazer novas opções de ingredientes para coquetéis (com preparo em casa) ou festas prontas; 
  • Vender ingredientes e ensinar receitas personalizadas; 
  • Oferecer massas; 
  • Investir em confeitaria.

Aproveita e confere aqui como escolher o nicho ideal para o seu negócio!

Dica MCEO para quem quer atuar em nichos do ramo alimentício:

Antes de investir nesse ramo é muito interessante avaliar sua experiência na área e fazer cálculos sobre: validade, investimento inicial e aceitação do público-alvo com relação ao seu produto. Depois é preciso investir na imagem do seu produto e pensar em coisas como: embalagens, logo, feed do Instagram e fazer com que as pessoas “comam com o olho” antes de tudo.

Por último, analise se seu diferencial te trará lucro ou prejuízo e se a logística do seu negócio te permitirá fazer investimentos na empresa.

Assim, você vai poder começar a investir nos produtos mais rentáveis da internet em 2020, que incluí a alimentação.

Mulher sentada em um café e pesquisando na internet. Imagem utilizada para indicar os principais nichos de mercado com os produtos mais vendidos na internet.
comprar online tem sido a melhor opção durante a pandemia

Produtos para esportes e estilo de vida online

Com o fechamento das academias, estúdios de pilates, meditação e outros mais, a procura por serviços relacionados ao bem estar corporal dentro de casa teve um crescimento significativo nos últimos meses.

De acordo com a Forbes BR, tanto o segmento de serviços fitness (professores e nutricionistas, por exemplo) como o de equipamentos (aparelhos para a prática de exercícios) tiveram um aumento de mais de 70% cada nos últimos meses. E-commerces com foco em academias e outros esportes como yoga e meditação tiveram mais demanda em pessoa física do que jurídica, o que não era tão comum.

Investir nesse segmento significa oferecer mais qualidade de vida e praticidade para pessoas online. É a comodidade de emagrecer, corrigir a postura ou controlar a ansiedade sem ter que sair de casa, nem se deparar com aglomerações em academias ou clínicas especializadas no assunto. 

Geralmente, quem trabalha com isso já tem experiência na área e costuma oferecer uma dinâmica diferenciada, para que os alunos ou interessados na aula possam reproduzir todos os exercícios e movimentos corretamente, obtendo os mesmos resultados tidos espaços físicos anteriormente.  Por ter essas características, o estilo de vida saudável e o mundo fitness em geral continuam entre os produtos mais vendidos na internet.

Dica MCEO para quem quer atuar no mercado de esportes e ginástica online:

Além de poder oferecer aulas funcionais online, profissionais da área podem investir em consultorias ou ebooks práticos passando desde moda e alimentação fitness, até o acompanhamento personalizado com consultoria e protocolos montados especialmente para cada perfil de aluno.

E-commerces que vendem aparelhos  personalizados ou que contenham uma proposta diferente dos que já atuam no mercado (com preço justo ou atenção especial à pessoa física), podem atrair bastante público também!

Já tem um e-commerce? Veja 5 estratégias que podem te ajudar a deixar sua loja mais chamativa.

Produtos de Skin Care

Embora muito tenha se falado sobre a baixa desse mercado, o que se tem visto, principalmente no Instagram, são pessoas investindo em cuidados para pele do corpo e rosto. Prova disso são os inúmeros tutoriais das blogueiras e o grande interesse do público em saber  o que as personalidades fazem em suas faces.

A Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos afirma que o setor cresceu mais do que no ano passado simplesmente pelo fato do álcool em gel estar listado como cosmético assim como o uso dos sabonetes líquidos ter se tornado mais frequente com a pandemia. Produtos de qualquer nicho ou finalidade (nessa área) que investem em uma qualidade maior e prezam pela saúde de seus usuários, têm saído na frente e feito o setor crescer, de acordo com João Carlos Basílio, presidente da associação.

Trabalhar nesse mercado requer um conhecimento mais aprofundado sobre fórmulas e resultados de produtos para provar a eficácia do que se está sendo vendido. O nicho de cosméticos e skin care dá mais certo para quem vende para grande marcas e é comissionado. 

Mas nada impede que você trabalhe no seu próprio produto e desenvolva suas ideias. Se elas forem realmente promissoras, o mercado pode abrir espaço para o nascimento de um negócio rentável e altamente escalável. 

Dica MCEO para quem quer atuar no mercado de Skin Care:

Se você quer trabalhar neste mercado, comece como revendedora de algumas marcas! Teste produtos e veja quais são os melhores do mercado. Por se tratar de um produto de beleza, a demanda é sempre alta e nunca deixa de existir, se tratando de um nicho que contém os produtos mais vendidos na internet  e no mundo físico. 

Entenda desde a precificação até a satisfação do cliente. Invista em tutoriais e dicas de valor para quem é do público da skin care e da prevenção através de cosméticos. Definir seu público é muito importante também, porque é ele quem vai definir os tipos de produtos você oferecerá.

Produtos que podem ser bem recepcionados no mercado de skin care e beleza:

  • Álcool em gel aromatizado; 
  • Antioxidantes naturais para a pele do rosto;
  • Serviços de massagens relaxantes para a pele;
  • Sabonetes líquidos ou em barra aromatizados;
  • Produtos com fórmulas caseiras para pele e cabelo.
Mulher com uma máscara de abacate sobre o rosto para indicar a seção de skin care como um dos que tem os produtos mais vendidos na internet.
Skin care é um dos mercados mais rentáveis de 2020

Infoprodutos

O mercado de infoprodutos cresceu exponencialmente em 2020. Todos passaram a investir no que dominavam ou curtiam mais falar sobre. Os infoprodutos são produtos ofertados através de plataformas e servem para educar o público de alguma maneira. Isso de certa forma, teve a ver com o desejo das pessoas em adquirir mais conhecimento em um momento pré crise (como maneira de prevenção) ou simplesmente pela ociosidade do home office.

Com cada vez mais pessoas descobrindo que podem vender conhecimento online, mais a expansão desse nicho e a alta procura das pessoas por outras pessoas que vendem ideias ou experiências validadas, o mercado de infoprodutos oferecem possibilidade ilimitadas para diversos nichos, tornando um dos principais produtos mais vendidos na internet, já que é fácil produzir e mais fácil ainda comprar

Dica MCEO para quem quer atuar no mercado de infoprodutos:

Para atuar aqui não existe muito segredo, é preciso apenas descobrir uma habilidade ou problema que você talvez tenha conseguido resolver com um método seu e que esteja validado de alguma forma. Se por acaso você ainda não tenha nenhum produto ou ideia em mente, observe atentamente aquilo que você poderia fazer para ajudar outras pessoas e tente desenvolver conteúdos e produtos que realmente façam a diferença na vida do seu público alvo.

Exemplos de produtos que podem ter alta procura no mercado digital:

  • Ebooks para empreendedoras e e-commerces;
  • Cursos de marketing digital;
  • Treinamentos de desenvolvimento pessoal;
  • Cursos de idiomas;
  • Cursos ou ebooks de receitas/culinária;
  • Dicas ou terapia de relacionamento.

Acessórios 

Deixamos esse produto porque é praticamente imbatível no quesito vendas e atração de público. É incontável o número de lojinhas de acessórios no Instagram e e-commerces no Google, e isso é algo que está diretamente ligado à facilidade de venda e atração de público por ser um produto com baixo custo e grande receptividade por parte do público, dependendo do nicho.

Muitas empreendedoras investem em acessórios justamente pela facilidade de venda e envio. O mercado de acessórios conta com a facilidade trabalhar-se diretamente com estilo de vida e auto-estima do público alvo, além de ter em mãos peças com valores acessíveis, designs modernos e um campo vasto de produção: tanto de fotos e editoriais, quanto de conteúdos podendo ser de venda ou de valor para quem venha a se interessar.

Dica MCEO para quem quer atuar no mercado de Acessórios:

Comece com um estoque baixo de joias ou semijoias de sua preferência e da preferência da sua persona. A medida que eles forem tendo saída, comece a investir no que tem mais procura e dê início a uma rotatividade tanto de acessórios quanto de capital dentro da sua empresa.

Foque principalmente, na qualidade das peças e em conteúdos que as promovam. Conteúdos de valor, que ensinam como cuidar dessas peças ou como combiná-las podem atrair muito público para sua marca. Conteúdos de venda com fotos bem elaboradas, em modelos ou apenas com montagem no chão ou fundo legal, por exemplo, podem te ajudar a converter vendas.

Nesse caso em específico, como é um nicho muito amplo fica a critério de cada empreendedora escolher ou entender um estilo de acessório para poder vender de acordo com as necessidades do público alvo. 

Exemplos de acessórios que podem ser vendidos na internet:

  • Colares, anéis e pulseiras
  • Amarradores de cabelo personalizados;
  • Tornozeleiras com ou sem brilhantes 
  • Brincos folheados a ouro ou não;
  • Braceletes;
  • Chokers;
  • Colares com pedraria ou sem; 
  • Chaveiros;
  • Lenços;
  • Piercings.

Então, no post de hoje você pôde conferir os produtos mais vendidos na internet em 2020, conta pra gente o que você achou lá no nosso instagram @mulheresceo!

E se você é dessas que gosta de empreender ouvindo música, temos a playlist certa para você! A #MCEOMood é a playlist mais girlboss da internet, cheia músicas super legais que vão te dar aquele gás para empreender. Vem ouvir!