fbpx

Sophia Amoruso vendeu a Girlboss, comunidade e plataforma, para uma startup americana

A CEO da comunidade Girlboss, Sophie Amoruso está pousando em um fundo rosa.

Sophia Amoruso vendeu a Girlboss, comunidade e plataforma, para uma startup americana

De roubo de roupas a uma empresa que já valeu US$ 100 milhões de dólares. Confira como Sophia Amoruso construiu seu império e o destino que ela deu a sua comunidade e plataforma Girlboss!

 

Sophia Amoruso vendeu plataforma Girlboss, chocante, né? Antes de entrar no assunto, vamos entender um pouco sobre a história dessa Girlboss incrível. Em 2017 Sophia lançou a Girlboss, uma plataforma com eventos presenciais, podcast, blog e um aplicativo de networking apenas para mulheres. Porém, nessa última terça-feira, 17 de dezembro, ela anunciou no seu Instagram e no da comunidade Girlboss, que havia vendido sua empresa para uma startup chamada Attention Capital, que tem como objetivo encontrar novos modelos criativos de negócios para empresas. As negociações da venda (valor, entre outras coisas), não foram divulgadas.

Se você não  conhece a Sophia Amoruso, ela foi a fundadora da marca Nasty Gal, escritora do livro Girlboss e também  tem uma série inspirada na sua história, com o mesmo nome, a Girlboss, disponível na Netflix.

 

Mesmo com a venda, Sophia  continua sendo a CEO da empresa, mas não é mais dona da plataforma. Na sua declaração ela afirmou que sabe quais são seus pontos fortes e fracos, “Sou boa na construção de marcas e estava claro que podia confiar em Joe Marchese e sua equipe, especialistas em criar empresas de mídia de sucesso”. Disse. 

 

 

Confira também lições de empreendedorismo com a Mama Jenner! 

 

cena da série girlboss da Netflix

Atriz, Britt Robertson, dando vida a personagem, Sophia Marlowe. AKA Sophia Amoruso

 

 

Mas afinal de contas, o que você, como empreendedora, pode aprender com tudo isso?

 

1. Conheça suas forças e fraquezas como empresa e empreendedora 

 

Quando entramos no mundo do empreendedorismo temos a doce ilusão de acreditar que conseguimos fazer absolutamente tudo, quase como uma obrigação. Mas você precisa saber que isso é humanamente impossível e que do ponto de vista estratégico não é nem de longe o melhor para o seu negócio. Você precisa entender o que realmente consegue fazer com maestria e delegar as demais funções para conseguir fazer a sua empresa crescer de verdade. 

 

2. Seu ego não deve atrapalhar o crescimento da sua empresa

 

Em muitos casos temos que tomar decisões que talvez não pareçam tão atrativas para o nosso lado pessoal, mas que são as melhores para a nossa vida profissional e para o crescimento da empresa. No caso da Sophia, continuar com o título de proprietária da Girlboss poderia ter sido a melhor opção para o seu ego, mas nem de longe a melhor a opção para a empresa. Abrir mão de algumas coisas pode ser necessário e talvez não seja tão fácil assim tomar determinadas decisões. 

 

3. Ao infinito e além rumo ao sucesso 
Marcha da comunidade Girlboss que conta com milhares de mulheres

Marcha da comunidade Girlboss!

 

 

Sonhar pequeno e sonhar grande dá o mesmo trabalho, então por que se limitar? Sophia Amoruso vendeu a Girlboss porque sabia que isso traria novas chances de crescimento e monetização para a empresa. E que a plataforma e a comunidade alcançariam um nível muito acima do atual. Ela poderia ter se acomodado e se contentado com os resultados atuais do seu negócio, mas ela sabia que podia mais, e agarrou essa chance. Quais são seus planos para o seu negócio? Acredite que o céu é o limite. Você sempre conseguirá mais.

 

Ainda poderíamos analisar outras lições por trás deve evento, mas acredito que essas são as três principais, que você pode absorver e usar como mantra no seu negócio (eu vou usar, com certeza!). 

 

Gostou do post? Compartilha lá no Instagram ou conta pra gente o que achou! Como sempre vamos adorar muito saber.